quarta-feira, 11 de abril de 2018

VIÚVA DE ELVIS PRESLEY ACREDITA QUE ESTE SE SUICIDOU (com fotos e vídeo)


Priscilla Presley descreve quadro depressivo do cantor em novo filme bibliográfico


 

De acordo com a primeira mulher do eterno Rei do Rock, Priscilla Presley, a morte de Elvis não foi um acidente, mas sim um ato meditado e desejado pelo cantor. Em um novo filme bibliográfico, lançado pelo canal HBO, Priscilla revela que o artista lutava contra uma depressão e dependência de álcool e drogas. 


"O Elvis não era o tipo de pessoa a quem você diz o que fazer", declarou a viúva. "Ele sabia o que estava a fazer, o que poderia acontecer", acrescentou Priscilla. 





As revelações da mulher podem chocar os eternos crentes da teoria de que Elvis forjou a sua morte, mas as declarações são apoiadas por duas cartas reveladas no passado mês de dezembro pelo road manager do artista, Joe Esposito. 


"Estou doente e cansado da minha vida, preciso de descansar", escreveu o artista antes de morrer de uma overdose acidental de medicamentos prescritos para o emagrecimento. 


O irmão do músico também afirma que a morte de Elvis não foi acidental e declara que "é um indício claro que o suicídio estava a passar pela cabeça dele"





Elvis Presley, um dos maiores artistas da música, morreu a 16 de agosto de 1977, com apenas 42 anos de idade, mas o seu legado continua a criar fãs até à atualidade. 


O novo documentário do canal americano HBO promete revelar histórias inéditas sobre a vida do cantor e desvendar o mistério que envolve o dia e as circunstâncias da sua morte. 


O filme estreia no próximo sábado, dia 14, nos Estados Unidos.

 


Sem comentários:

Enviar um comentário