segunda-feira, 16 de abril de 2018

TRABALHADORES DA AMAZON URINAM EM GARRAFAS COM MEDO DE SEREM DESPEDIDOS

Os funcionários de um depósito que a empresa americana possui no Reino Unido têm que viajar centenas de metros para ir ao banheiro.



Funcionários de um depósito da Amazon em Rugeley (Staffordshire, Reino Unido) têm que fazer xixi em recipientes vazios por medo de perder o emprego se forem ao banheiro, conforme relatado por um pesquisador sobre condições de trabalho e relata o jornal britânico The Sun.



Esse recinto mede cerca de 65.000 metros quadrados - área de nove campos de futebol - e vários de seus 1.200 funcionários levam 10 minutos para se aproximar de qualquer um dos dois banheiros encontrados no primeiro dos quatro andares do edifício.



"As pessoas urinavam em garrafas porque temiam ser punidas ou demitidas por inatividade", diz James Bloodworth, a pessoa que descobriu essa situação.


Um centro de distribuição da Amazon em Rugeley, Staffordshire, Reino Unido, 11 de dezembro de 2012





Para documentar e escrever um livro sobre baixos salários em território britânico, este autor trabalhou no local durante 10 horas por dia em que andou mais de 16 quilômetros por dia.



Bloodworth descobriu que a Amazon controla seus funcionários em todos os momentos e compara o armazém a uma prisão com scanners tipo aeroporto, onde eles revistam a equipe para tentarem descobrir se roubam alguma coisa.



A empresa também proíbe o uso de casacos com capuz, óculos de sol e telefones celulares por razões de segurança.


Por seu turno, um porta-voz da Amazon disse que a empresa "garante que todos os funcionários tenham fácil acesso aos banheiros, que estão a uma curta distância de seus trabalhos" e descreveu o ambiente de trabalho como "seguro e positivo", com "salários competitivos e benefícios desde o primeiro dia".

Sem comentários:

Enviar um comentário